Ao verificar denúncia de aves em cativeiro, GCM localiza sabão em pó adulterado na Zona Rural de Limeira

A Guarda Civil Municipal (GCM) localizou na tarde desta terça-feira (2), cerca de 750 caixas de sabão em pós sendo adulteradas em uma residência no Bairro dos Frades, em Limeira (SP). No imóvel também foram localizadas 30 gaiolas com várias aves da fauna brasileira, quem são proibidas de serem mantidas em cativeiro.


De acordo com a GCM, os agentes do Pelotão Ambiental receberam a denúncia de que no endereço era mantida aves de forma irregular. Com a chegada das viaturas da ROMU e do Pelotão Ambiental, foram localizados cerca de 30 gaiolas com várias espécies de pássaros na residência.

Ao verificarem o local, os guardas também localizaram em um cômodo cerca de 750 caixas de sabão em pó da marca OMO, muitos sacos de 25 quilos do mesmo produto, além de sacos de sal.

As caixas de sabão estavam sendo “batizadas”, termo usado para quando se altera produtos com outras substâncias.

Ainda segundo a GCM, o proprietário alegou que comprava o produto e misturava 100% com o sal e vendia a granel para lavanderias, porém os agentes Raul, Farias e Melo, observaram que as caixas do sabão eram abertas com cuidado para não serem rasgadas, o que levantou suspeita de que o indivíduo alterava o produto e voltava nas caixas originais e colava a tampa novamente, já que foram localizados vários tubos de colas em um armário próximo. O que sobrava era vendido a granel.

O proprietário do imóvel apresentou nota fiscal de compra dos produtos originais e disse que vendia o sabão batizado por R$3,50 o quilo.

Fiscais do meio ambiente, fiscais tributários, vigilância sanitária e o Diretor operacional da GCM Tarcísio Allegri acompanham a ocorrência.

O local está sendo periciado pela Polícia Civil e uma ocorrência será apresentada no 3DP de Limeira.

As aves também serão apresentadas pelo Pelotão Ambiental de Limeira. Ocorrência está em andamento.

 

Compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here