Após negar vale, patrão acusa funcionário de ter o agredido em Limeira

Compartilhe!

Um industriário, de 54 anos, acusa um funcionário de sua empresa, no Jardim do Lago, em Limeira (SP), de ter o agredido e feito ofensas durante seu expediente de trabalho na tarde de segunda-feira (10). O trabalhador estaria revoltado com a negativa de um vale e estaria se recusando a realizar sua função.

Segundo o patrão, o funcionário pediu um adiantamento a um dos sócios, mas foi negado. Ele teria pedido ainda para ser mandado embora, o que não aconteceu. O homem diz que ao voltar para a produção, o trabalhador teria cruzado os braços e negado fazer o que foi pedido.

O industriário disse ao registrar a ocorrência que pediu que o trabalhador voltasse a suas atividades e nesse momento o funcionário teria começado a dizer ofensas e palavrões. O patrão afirma ter pedido mais uma vez que o homem voltasse a suas atividades, mas o funcionário teria esguichado água em seu rosto, dado um empurrão que levou o industriário a cair sobre chapas e ferir-se no rosto.

Na delegacia, ao registrar a ocorrência, ele foi orientado sobre o prazo de seis meses que tem para processar o homem, caso deseje representá-lo criminalmente por lesão corporal e injúria.

Compartilhe!