“Vou estacionar aqui, mas é rápido.” Essa é uma das desculpas mais usadas pelos cidadãos que estacionam em vagas destinadas a cadeirantes. Para conscientizá-los da importância de respeitarem o direito de preferência desses espaços públicos, os frequentadores da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), colocaram na manhã desta sexta-feira (08), cadeiras de rodas em vagas de estacionamento para conscientizarem os motoristas. A ação fez parte da Semana de Valorização, Direitos e Potencialidades da pessoa com Deficiência que ocorreu nesta semana em Cordeirópolis.

Além das cadeiras de rodas, foram disponibilizados a população panfletos com os dizeres: “Um deficiente esteve aqui e não pode estacionar.” Segundo a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPD), Milena de Fátima, ações como esta serão feitas a partir de hoje no município. “Já conseguimos dar o primeiro passo que foi trazer de volta a nossa cidade esta semana de valorização as pessoas com deficiência, mas o nosso intuito principal é mostrar a população o quão somos importantes e o quão precisamos ser respeitados da mesma maneira que os outros”, destacou a presidente.

01-5 02-5 03-6 04-2 05-3 06-3 07-1

A fonoaudióloga que há seis anos trabalha na APAE, Cibele Nardini Salgado César Quatrini, falou da importância desta iniciativa. “Além de mobilizarmos os moradores de nossa cidade, ajudamos as nossas “crianças” que estivem neste encontro, a terem uma interação maior com as pessoas. Aqui elas conversaram e explicaram da importância desta conscientização. Isso faz um bem muito grande a eles, pois colocam em prática o que desenvolvemos na APAE”, contou Cibele agradecida pela ação que também questionou. “As vagas para deficientes precisam ser respeitadas, já que tem a Lei, vamos usá-la?”.

Alegria e iniciativa. Este foi o perfil de Taís Eugênio, que com toda a sua simpatia entregou vários panfletos a quem passava na Praça Jamil Abrahão Saad. “Taís é muito extrovertida e adora participar dessas atividades. Ficamos felizes em poder proporcionar a ela e também ao Matheus e ao Renan esses momentos de descontração, mas ao mesmo tempo de aprendizado”, disse a fisioterapeuta, Samanta Soares Barbosa, que também estava presente nesta manhã.

Vários motoristas foram abordados, um deles foi o aposentado, Sr. José de Oliveira, de 65 anos, que comentou sobre as vagas de idosos que muitas pessoas também não respeitam. “Estão de parabéns pela ação, só assim para mostrar as pessoas que devem respeitar os nossos direitos. É “rapidinho” que irá estacionar? Porém é preciso se colocar no lugar do outro. Por conta disso, que deve haver a solidariedade humana, só assim construiremos uma sociedade mais solidária”.

Direito

Para poder estacionar nas vagas especiais, deficientes ou idosos devem ter um cartão especifico de estacionamento. Ele tem que estar no interior do veículo, em local visível, pendurado no retrovisor interno ou sobre o painel com a frente voltada para cima, para efeito de fiscalização.

Comente

comentários

Veja também:

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Se inscrever  
Notificação de