Comissão de Direitos Humanos ouve Elektro sobre faltas de energia em Limeira

A Comissão de Direitos Humanos e do Consumidor recebeu na manhã desta quinta-feira (21) Eduardo Zoornoff, representante institucional, e Anderson Santos, gerente de distribuição, ambos diretores da Elektro Distribuidora de Energia. A reunião foi solicitada pelos vereadores para que a empresa explicasse as recorrentes faltas de energia ocorridas na cidade nos últimos dias, inclusive supostamente causando interrupção no abastecimento de água.

Zoornoff explicou como funciona o sistema de distribuição de energia em Limeira, que se dá pelo sistema aéreo, via fios interligados aos postes. Segundo ele, por ser um sistema aéreo, o fornecimento de energia é garantido, mas não é contínuo, porque fatores externos podem causar a interrupção, como colisões de veículos com postes de energia, queda de árvores ou galhos sobre os fios, linhas de pipas ou outros objetos que se enroscam na fiação elétrica.

Ele destacou que um dos principais causadores da falta de energia é causado pela interferência que as árvores causam na rede elétrica e que, por maiores que sejam os esforços para garantir o fornecimento de energia, as interrupções são inevitáveis, principalmente em épocas mais quentes, quando aumentam as incidências de tempestades.

De acordo com Zoornoff, será realizado um plano de poda de vegetação diferenciado em conjunto com a Prefeitura, por meio da Secretaria de Obras e Serviços Públicos e da Secretaria de Meio Ambiente. 200 árvores já identificadas pela população serão podadas, depois, outras 1.600 identificadas pela própria Elektro. Nesse plano de ação, também haverá a identificação de árvores que não são adequadas para conviver com a rede elétrica e que serão posteriormente removidas ou substituídas.

Segundo Zoornoff, a empresa já investiu mais de R$ 13 milhões nos últimos anos para melhorar a infraestrutura de distribuição de energia em Limeira, dentre as ações ele destacou a instalação de 185 religadores inteligentes que, em caso de interrupção de energia, são capazes de identificar se o cabo de energia foi rompido e redirecionar a distribuição de energia sozinho para impactar o menor número de clientes possível. Também destacou o investimento feito para a instalação de uma nova subestação, que já está em funcionamento desde outubro de 2018 e do plano de manutenção preventiva que é feito em toda a rede.

O representante contou ainda que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) estipula, no contrato de concessão de energia, que a Elektro pode interromper o fornecimento de energia por cliente em no máximo 8 horas por ano, em média, e que em Limeira o indicador de interrupção de energia gira em torno de 6 horas por ano por cliente.

“Nos indicadores a empresa é perfeita, mas ouvimos as demandas da sociedade e nos propusemos a melhorar. Realizamos uma reunião com a Prefeitura e traçamos um plano de ação que será iniciado a partir do dia 2 de dezembro”, comentou Zoornoff.

Questionado pelos vereadores quanto responsabilidade da Elektro na interrupção do abastecimento de água no dia 5 de novembro por falta de energia elétrica na estação da BRK Ambiental, Zoornoff informou aos vereadores que uma equipe da Elektro está levantando informações para estabelecer um diagnóstico do ocorrido e que posteriormente retornará à Comissão para informar o resultado da apuração, mas salientou que clientes que possuem baixa tolerância ao desligamento de energia, como hospitais e a própria BRK precisam ter um gerador de energia.

A Comissão de Direitos Humanos, dos Direitos do Consumidor, dos Direitos da Criança e do Adolescente e dos Direitos do Idoso é responsável por analisar projetos voltados às temáticas abrangidas pelo colegiado e relativos à proteção de direitos, inclusive exercendo fiscalização sobre a prestação de serviços ao consumidor.

O colegiado é composto pelos vereadores Estevão Nogueira (Republicanos), presidente; Waguinho da Santa Luzia (Cidadania), vice-presidente; Mir do Lanche (PL), secretário; e Anderson Pereira (PSDB) e Farid Zaine (PL), membros.

Compartilhe!