Cordeirópolis receberá carreta do programa “Mulheres de Peito”

Compartilhe!

A carreta do Programa “Mulheres de Peito”, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo para prevenção ao câncer de mama, estará atendendo a partir da próxima terça-feira (25) mulheres moradoras de Cordeirópolis. A equipe do programa estará realizando exames de mamografias gratuitas no Ginásio de Esportes Governador “Orestes Quércia” até o dia 13 de julho. A cidade foi beneficiada com o programa depois de pedido feito pelo vereador, Anderson Hespanhol.

Os exames serão realizados a partir da terça-feira (25) das 9h às 18h e serão distribuídas 50 senhas por dia e aos sábados, das 9h às 13h, com distribuição de 25 senhas. “A carreta ficará em nossa cidade até o dia 13 de julho, ou seja, serão 17 dias de atendimentos e o nosso objetivo é realizar mais de 800 exames. Por isso, mulheres com idade entre 35 e 49 anos nos procurem durante esse período e realizem o exame”, lembra a secretária de Saúde, Jordana Cassetário.

A secretária ainda alerta. “Sabemos que muitas mulheres têm medo de fazer o exame e de um possível diagnóstico, mas reforçamos que a prevenção é tudo, pois quando descobrimos precocemente qualquer alteração que possa ter, o tratamento é muito mais rápido e a chance de cura é bem maior. Prevenir é o melhor remédio!”, complementa.

Importante
As mulheres de 35 a 49 anos que forem realizar o exame devem estar munidas de pedido médico, cartão SUS e RG e acima de 50 anos, apenas RG e cartão do SUS.

Os dois últimos dias serão reservados para a realização de exames complementares, sendo assim encerra-se o atendimento ao público no dia 11, atendendo apenas as pacientes convocadas nos dias 12 e 13 de julho.

Programa Mulheres de Peito
O programa foi criado pela Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo para conscientização das mulheres sobre a importância da realização do exame de mamografia, além de facilitar o acesso ao procedimento pela dispensa do pedido médico, facilidade de agendamento e garantia do tratamento logo após a confirmação do diagnóstico.

Compartilhe!