Creche: Lista de espera já tem mais de mil nomes em Rio Claro

A prefeitura de Rio Claro concluiu o levantamento sobre o número de famílias que esperam por uma vaga em uma creche da rede municipal de ensino. O déficit é de 1.155 nomes, número bem maior que o divulgado no final de fevereiro durante uma audiência pública na Câmara Municipal que era de 479 crianças.

O secretário municipal de Educação, Adriano Moreira, explica que esse número menor foi recebido da gestão anterior durante a transição de governo no final de 2016. Quando assumiu a pasta em janeiro, ele determinou que fosse feito um levantamento minucioso nas escolas para verificar qual o número real da lista de espera. O novo relatório apontou uma demanda ainda maior por vagas, mais que o dobro que o déficit indicado pelo governo anterior.

“Buscar uma solução para o problema da falta de vagas em creches é prioridade de nosso trabalho, conforme orientação do prefeito Juninho, e já estamos conseguindo avanços importantes”, comenta Moreira. A secretaria está finalizando o processo para a instalação de uma creche no prédio do Instituto Federal de Educação, no bairro Santana, com 150 vagas. Outras 204 estão previstas para o prédio da Fundação Ulysses Guimarães, se o projeto de extinção da autarquia, em tramitação na Câmara Municipal, for aprovado pelos vereadores. Com isso, o déficit irá diminuir em 354 vagas.

Além disso, a prefeitura iniciou processo para a recuperação dos projetos de construção de três creches em parceria com o governo federal, com a criação de 360 vagas. O município também tenta retomar a construção de uma unidade na região dos bairros Terra Nova e Jardim Novo, com previsão de 150 vagas. Outros projetos estão em estudo para diminuir a demanda. No entanto, o secretário observa que a creche tem um custo de manutenção maior que as escolas de ensino fundamental com alimentação, infraestrutura e recursos humanos. “Abrir uma creche não é somente construir o prédio, precisa de uma estrutura diferenciada e isso aumenta os gastos exigindo maior investimento”, explica Moreira.

A rede municipal de ensino é composta por 56 escolas que atende mais de 19 mil alunos de educação infantil (creche e pré-escola), ensino fundamental I e II e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Desse total, 3.565 estão matriculados em creches.

Compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here