De calcinha professor de Direito pede cigarro em condomínio de Limeira

Um advogado e professor de Direito, de 41 anos, foi detido pela Polícia Militar, após abordar uma mulher, de 23 anos, usando apenas calcinha e com o órgão genital de fora, nas imediações do Condomínio Olindo de Luca, em Limeira (SP).

A jovem chegava em casa na noite de segunda-feira (9), quando ouviu o indivíduo pedindo um cigarro. Porém, ele estava cometendo ato obsceno e ela correu gritando por socorro. O homem chegou a ser agredido por populares ao tentar fugir.

A PM foi acionada e encontrou o advogado em seu carro, já que na tentativa de fuga, ele entrou em uma rua sem saída. Questionado, o homem alegou ter usado álcool e drogas. Segundo os policiais, ele dizia frases desconexas, como por exemplo que “iria salvar o mundo”.

O advogado foi encaminhado à Santa Casa, onde forneceu amostra de sangue para exame toxicológico e pode responder por ato obsceno e também por embriaguez ao volante.

Compartilhe!