EMEI Laranjinha deixará de ocupar espaço da creche São Vicente de Paulo em Limeira

Compartilhe!

Na tarde desta quinta-feira (8) foi protocolado um documento oficializando o desligamento do EMEI Laranjinha do prédio onde funciona também a creche São Vicente de Paulo, em Limeira (SP). A creche é mantida pela Sociedade São Vicente de Paulo. Atualmente, 22 crianças de 0 a 2 anos frequentam a creche e 75 crianças de 3 a 5 anos estão matriculadas no Emei Laranjinha em período integral.

Para 2019, 11 crianças continuarão na creche mantida pela Sociedade São Vicente de Paulo e as outras 11 já terão ultrapassado a idade para continuar na creche. Na última segunda-feira (5), o presidente da Sociedade São Vicente de Paulo, Orlando Zabin Filho, explicou que para o ano que vem, a creche irá atender apenas as 11 crianças.

Continua depois da Publicidade:

Muitos pais se irritaram pelo comunicado que havia sido feito somente após veiculação de uma reportagem. Na última segunda-feira, eles se reuniram com representantes da Sociedade São Vicente de Paulo e com o secretário de Educação André Luiz Francesco na Câmara Municipal. A ideia era buscar uma solução para que o EMEI Laranjinha continuasse por mais um ano funcionando no prédio da creche São Vicente de Paulo.

Os representantes da Sociedade levaram a proposta para a direção do grupo que acabou não aceitando. Atualmente a Sociedade São Vicente de Paulo recebe apenas o bolsa creche para manter as crianças por meio período, e os alunos ficavam em período integral.

No documento protocolado agora a pouco, a sociedade informou a rescisão contratual em decisão conjunta entre a Secretaria da Educação de Limeira e a Sociedade São Vicente, com o consequente desligamento da EMEI Laranjinha e das famílias assistidas por esta escola municipal, conforme aprovação unanime da diretoria e comissão criada para esse assunto.

Em contato com o secretário de educação de Limeira, André Luiz Francesco, ele afirmou que a prefeitura irá realocar as crianças em outras unidades da rede municipal, e salientou que a decisão foi unilateral por parte da sociedade São Vicente de Paulo – “Diante da manifestação negativa da Sociedade São Vicente de Paulo, a secretaria de educação mantém o compromisso de realocar as crianças do EMEI Laranjinha em outras unidades da rede municipal, preferencialmente em período integral. Ressalto ainda que a decisão foi unilateral, e partiu diretamente da sociedade são Vicente de Paula” concluiu.

Compartilhe!

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Se inscrever  
Notificação de