Festas de final de ano

Final de ano chega e junto com ele a euforia das festas e comemorações do final de ano! É amigo secreto da escola, do trabalho, entre amigos, é happy hour profissional, escolar, entre turmas. Famílias já programando a Ceia de Natal, almoço, comemorações da virada de ano…

Para muitos, o mês de Dezembro vem recheado de coisas boas e maravilhosas, é o mês da contagem regressiva para às festas, entretanto, não é pequeno o número de pessoas que se sente pressionado a estar nas festas e comemorações ainda que sem querer. Isso vai causando uma ansiedade e uma angústia enormes.

A ideia para esta coluna surgiu durante esta semana, em uma conversa com uma pessoa ansiosa por tais festividades.

De acordo com o psicólogo Iury Florindo, “a angústia pode ser entendida como uma série de sensações que acontecem ao mesmo tempo: sensações físicas, como falta de ar, tontura, pressão no peito, aceleração nos batimentos cardíacos e também psicológicas, como pensamentos negativos, culpa, choro, medo, tristeza e ansiedade.”. Para ele, as pessoas que sofrem com a angústia podem, especialmente nos momentos de crise, apresentar dificuldades em enxergar saídas práticas para seus problemas.

Pois bem, como resolver isso?
Antes de qualquer coisa, é importante que você tenha em mente: festas e confraternizações devem ser divertidas, devem ser momentos gostosos e para finalizarmos o ano com quem gostamos, respeitamos e nos sentimos bem, portanto, se alguma festa, confraternização, happy hour te leva a ficar angustiado com quem estará presente, sobre o ‘clima’ que estará vivenciando. Se você fica angustiado em pensar nas horas que passará junto a estas companhias, repense sua presença e sua ida.

Festas, reuniões e confraternizações são para quem passou um ano inteiro em contato com o outro, junto, convivendo e tal convívio deve ter sido bom e agradável. Só devemos pensar comemorar datas importantes para nós, com pessoas que são importantes e nos fazem nos sentirmos muito especiais e únicos.

Como no filme Marley e Eu: “Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas nos faz sentir extraordinários?”, pois é, com elas sim, comemorações e datas importantes serão boas e gostosas e não te causarão angústia!

Encerro com um trecho de uma canção de Tim Maia:
A semana inteira fiquei esperando, pra te ver sorrindo, pra te ver cantando, quando a gente ama, não pensa em dinheiro, só se quer amar, se quer amar
se quer amar
” (podemos substituir a semana inteira, pelo ano inteiro).

Compartilhe!