Fiscais da prefeitura de Limeira vistoriam três imóveis com presença de criadouros

Uma força tarefa da Prefeitura de Limeira promoveu nesta sexta-feira (22) ações coercitivas de controle do Aedes aegypti em três pontos da cidade. Os trabalhos contaram com envolvimento da Divisão de Controle de Zoonoses, Divisão de Vigilância Sanitária (Visa), Defesa Civil e Divisão de Fiscalização de Posturas. Em todos os locais, foram encontrados criadouros com larvas de mosquito.

Um dos endereços visitados foi um depósito de materiais recicláveis, localizado em um terreno próximo ao Residencial Roland. O local abrigava grande quantidade de garrafas e embalagens de leite longa vida, armazenadas ao ar livre – situação propícia à formação de criadouros da dengue. Os fiscais, ainda, identificaram lixo orgânico depositado irregularmente no solo.

A Visa emitiu duas Notificações para Limpeza e um Auto de Infração Sanitária, pela presença de larvas de mosquito, que agora, serão encaminhadas para análise de compatibilidade com o Aedes aegypti. Os criadouros estavam em um pneu e uma garrafa. Os dois responsáveis pela área foram orientados a armazenar corretamente os materiais, cortar o mato e providenciar a remoção de lixo orgânico. Ambos estão sujeitos a multa de 30 Ufesps, o equivalente a R$ 395,90.

Na sequência, houve vistoria em uma área destinada à prática de Paintball (modalidade esportiva que simula combate com marcadores de ar comprimido), onde flagraram pneus (com larvas) e tambores com água acumulada. O administrador do imóvel, próximo ao Horto Florestal, recebeu um Auto de Infração Sanitária pela presença de larvas em pneus e foi orientado a tomar providências para regularização da área.

Um clube de campo, na mesma região, também esteve na mira dos fiscais da prefeitura. A área abriga três piscinas – uma delas sem tratamento adequado e com presença de larvas. O administrador do clube recebeu um Auto de Infração Sanitária e terá sete dias para regularizar a situação.

Compartilhe!