Ibovespa sobe 0,76% no dia, mas encerra semana abaixo dos 100 mil pontos

O bom desempenho das bolsas na Europa e nos Estados Unidos foi determinante para que o Índice Bovespa operasse em alta durante todo o pregão desta sexta-feira, mas sem grande entusiasmo. O principal índice de ações da B3 até ensaiou recuperar a marca dos 100 mil pontos, perdida na quinta, mas não teve fôlego para sustentar o patamar por mais que alguns minutos Ao final dos negócios, marcou 99.805,78 pontos, em alta de 0,76%. Em Nova York, todos os principais índices subiram além de 1%, recuperando perdas com a expectativa de estímulos econômicos na Alemanha. Ainda assim, também terminaram a semana em queda.

O avanço do Ibovespa no dia apenas amenizou as fortes perdas da semana, que somaram 4,03%. Nos últimos cinco pregões, as oscilações foram comandadas essencialmente pelo noticiário internacional, com escassa influência dos cenários político e corporativo no Brasil. Guerra comercial entre Estados Unidos e China, protestos em Hong Kong, dados econômicos fracos na Europa e crise na Argentina foram os ingredientes que geraram forte aversão ao risco nos mercados globais, com forte penalização das bolsas em geral.

De acordo com Thiago Tavares, analista da Toro Investimentos, o desempenho modesto do Ibovespa nesta sexta-feira refletiu principalmente a cautela e a expectativa do investidor antes de uma semana de eventos importantes, como a ata da reunião de política monetária do Federal Reserve, na quarta-feira, e o simpósio econômico de Jackson Hole, que começa na quinta-feira. “Há uma expectativa com o Jackson Hole, sobretudo com a fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, uma vez que as recentes declarações dele sobre a política monetária dos Estados Unidos desanimaram os mercados”, disse.

Na visão de Tavares, o cenário internacional deve seguir como principal influência sobre os negócios no Brasil, com algum espaço para o noticiário corporativo. Castigadas pela tensão do investidor com os sinais de enfraquecimento econômico no mundo, as ações de materiais básicos estiveram entre as que registraram perdas mais significativas na semana. Petrobras PN caiu 1,32% nesta sexta-feira e contabilizou perda de 8,41% na semana.

A expectativa de que o governo promova o aquecimento da economia, no entanto, continua a dar algum fôlego extra a ações do setor de consumo. O Iconsumo, que congrega 52 ações do setor, fechou em alta de 1,50% no dia, na máxima do dia.

Compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here