Labaredas na Replan assustam moradores de Paulínia e região

Compartilhe!

O Rápido no Ar recebeu várias mensagens de leitores da região de Paulínia (SP) preocupados com uma forte claridade que vinha da Replan (Refinaria de Paulínia) no final da noite desta terça-feira (7). Relatos nas redes sociais também afirmavam que o fogo estava alto demais, o que gerou grande apreensão. Internautas de cidades vizinhas informaram que barulhos muito altos vindos do local foram ouvidos.

Nós entramos em contato com a assessoria de imprensa da Petrobras, que informou que a Replan normalizou 95% do seu processo produtivo e ressaltou que a Petrobras atende todas as normas de segurança previstas.

A Replan estava com suas atividades paralisadas desde o dia 1º de novembro, dia do acidente, quando gases gerados nos processos de produção tiveram que ser direcionados para os “flares” (chaminés), que não puderam operar normalmente pela falta de ar comprimido e vapor, suprimento crucial para o bom funcionamento dos queimadores.

Continua depois da Publicidade:

Por meio de nota, a estatal ressaltou que as alterações observadas no sistema de tochas da refinaria são geradas devido ao processo de restabelecimento das operações da unidade, sem qualquer ocorrência fora do padrão da atividade.

Fumaça
No dia 1º de novembro uma pane causou uma emissão excessiva de fumaça pelas chaminés da refinaria. A fumaça assustou moradores da região e mobilizou o Corpo de Bombeiros.

Multa

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) aplicou uma multa no valor de R$ 1 milhão contra a Petrobras por conta do acidente. A companhia determinou ainda que a refinaria tome as providências necessárias para impedir novas emissões de poluentes na atmosfera durante a partida das unidades operacionais.

A Replan tem capacidade para processar 415 mil barris diários de petróleo. A Petrobras informou que não há risco de desabastecimento do mercado por conta da parada da unidade, e que a mesma já voltou a funcionar parcialmente, mas que, como toda refinaria, a volta da produção é feita gradativamente. Acrescentou, ainda, que o problema levou à variação da chama da tocha que fica na saída das chaminés, fazendo com que ela se apagasse, o que ocasionou a fumaça excessiva, destacando que não houve risco e nem danos para os funcionários e instalações.

Leia a nota da Petrobras na integra:

A Petrobras informa que a Replan já normalizou 95% do seu processo produtivo. Não há risco de desabastecimento do mercado. A Petrobras ressalta que a operação da Replan atende a todas as normas de segurança previstas em legislação e aos padrões internos de segurança operacional da companhia. As alterações observadas no sistema de tochas da refinaria são geradas devido ao processo de reestabelecimento das operações da unidade, sem qualquer ocorrência fora do padrão da atividade. A Petrobras reitera seu compromisso com a segurança dos trabalhadores, das comunidades de entorno e do meio ambiente, e vem prestando todas as informações necessárias à Cetesb e demais órgãos de controle.

Veja algumas publicações feitas no Facebook:

Vídeo: Renato Silva

Compartilhe!

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Se inscrever  
Notificação de