Morre quinta vítima do acidente na BR-116 em MG; família era de Paulínia

Família retornava para Paulínia, após passar alguns dias na Paraíba.

Morreu na madrugada desta segunda-feira (13), a quinta vítima do grave acidente que aconteceu neste domingo (12) na rodovia BR-116, na região de Itaobim, em Minas Gerais. A família havia saído da Paraíba e seguia para Paulínia (SP), onde morava.

Maria Eduarda Araújo Gomes, de 15 anos, foi socorrida em estado gravíssimo e levada para um hospital em Itaobim, onde permaneceu internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em estado gravíssimo, mas infelizmente não resistiu. A reportagem do Rápido no Ar entrou em contato com o hospital que confirmou a morte.

Maria Eduarda Araújo Gomes, de 15 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (13).

Além da adolescente, morreram no acidente a sua mãe Érika Cristina Araújo, de 38 anos, o seu pai Afonso da Silva Gomes, de 48 anos, e suas irmãs Luiza Cristina Araújo Gomes, de 11, e Izabela Caroline Araújo Gomes, de 18 anos.

O ACIDENTE
De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o carro invadiu o sentido contrário da via e bateu de frente com um caminhão. No veículo, um Chevrolet Spin, estavam o casal e as três filhas. A mulher dirigia o veículo no momento do acidente. Ela, seu marido e uma das meninas morreram no local.


Outras duas filhas do casal, foram socorridas pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e encaminhadas para o hospital em Itaobim, mas infelizmente uma delas não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital. Maria Eduarda morreu na madrugada de hoje.

O caminhão seguia de Minas Gerais para a Bahia. O motorista do caminhão não ficou ferido. A PRF suspeita que a motorista tenha dormido ao volante.

Foto: Polícia Rodoviária Federal

Uma funerária foi contratada pela família ainda no domingo para levar os corpos de Érika, Afonso, Luiza e Izabella de volta para Paulínia (SP). O corpo de Maria Eduarda será encaminhado nesta segunda-feira. Ainda não há previsão para início do velório da família.

A família morava em Paulínia, no interior de São Paulo, e havia viajado para passar o Natal e o Ano Novo em Manaíra, na Paraíba, terra natal de Afonso.

Compartilhe!