Mulher é expulsa de voo com bebê por terem doença de pele

Compartilhe!

A norte-americana Jordan Flake e sua filha Jackson foram expulsas de um voo da American Airlines na última quinta-feira, 28, nos Estados Unidos, por portarem uma condição genética rara de pele chamada Ictiose.

A doença causa erupções na pele, deixando-a seca e escamosa, o que levou um funcionário da companhia a pedir uma carta médica autorizando a viagem das duas. “Expliquei para o funcionário o que era e ele foi falar com a tripulação. Ele voltou, pediu desculpas, mas disse que não poderíamos embarcar”, escreveu Jordan em uma publicação do Facebook.

A decisão de expulsá-la com a criança gerou transtornos. A American Airlines não conseguiu recuperar a bagagem das passageiras e ela precisou comprar mantimentos para a bebê e algumas roupas para usarem no outro dia. “Nunca fui tão humilhada na minha vida”, desabafou na rede social.

Jordan voltava do Texas para a Carolina do Sul com a menina após visitar o marido, que estava cumprindo uma missão pelo exército americano. A empresa se desculpou em nota oficial enviada à Fox News após a repercussão do caso.

“Nosso objetivo na American Airlines é criar um ambiente acolhedor para todos os nossos clientes. Pedimos sinceras desculpas à senhora Flake e sua filha pela experiência que tiveram. Nossa equipe iniciou uma investigação sobre o caso”, informou.

A companhia aérea alegou que a equipe de relações com o cliente já conversou diretamente com a mulher e reembolsou os gastos dela com a viagem.

Leia na íntegra a denúncia de Jordan Flake.

Compartilhe!