Nos pênaltis, Santa Cruz conquista o bi da Copa João Ferraz

Compartilhe!

Por Edmar Ferreira

O título mais uma vez ficou em casa. O Santa Cruz conquistou pela segunda vez consecutiva a Copa João Ferraz, torneio anual que homenageia o eterno e saudoso meia de Inter e Independente e nobre comentarista esportivo.

Além do troféu, o time comandado pelo técnico Foguinho ganhou uma vaga na Copa dos Campeões, competição que reúne os campeões de cada copinha que antecede o Campeonato Amador.

O Estoril contou com 11 jogadores e apenas um no banco de reservas. Nas semifinais, o time presidido por Marcelus Miranda eliminou o Ypiranga nos pênaltis, após empate por 2 a 2. Já o Santa Cruz não teve dificuldades para golear o Cincofer por 5 a 0.

E foi o atual campeão amador que saiu na frente. Após cruzamento de Rafael Castellar pela esquerda, Deivinho cabeceou no meio da zaga para fazer 1 a 0.

O empate do Santa Cruz foi apenas aos 32 minutos da etapa complementar. Após escanteio cobrado por Julio César pela esquerda, Buiú desviou na pequena área, se antecipando ao goleiro Chico: 1 a 1.

Nos pênaltis brilhou a estrela de Nardoni. O goleiro do Santa Cruz defendeu as cobranças de Toró e Rafael Castellar. Júlio César, Kelson, Balotelli e Adriano Xuxa foram eficientes e converteram todas as cobranças. Final: 4 a 1.

Santa Cruz 1 x 1 Estoril
Santa Cruz 4 x 1 nos pênaltis
Gols – Deivinho aos 41 minutos do 1º tempo (ES) e Buiú aos 32 minutos do 2º tempo (SC)
Local – Praça de Esportes João Ferraz, no Jardim São Paulo
Árbitro – Eliel Nunes
Auxiliares – Renato Hansen e Marcelo Ferreira da Silva
Santa Cruz – Nardoni; Cortez, Zé Carlos, Adriano Xuxa e Bruninho (Jordan); Lano (Kelson), Rafael (Buiú), Raul (Júlio César) e Emerson; Balotelli e Dieguinho (Golias). Técnico – Foguinho.
Estoril – Chico; Felipinho, Roby, Doni e Rafael Castellar; Juninho, João Marcos e Toró; Duda, Neizinho (Fernando Lima) e Deivinho. Técnico – Betinho.

 

 

 

Compartilhe!