Novo Onix chega cheio de gás

Assim que o semáforo abriu, o novo Onix 2020 saltou rapidamente à frente, mostrando muita agilidade, especialmente para um carro com apenas 12 km rodados. Enquanto o hatch de estilo elegante se descolava facilmente do trânsito, o motor 1.0 turbo de três cilindros fazia seu trabalho silenciosamente, e sem vibração.

O novo Onix está com caminho livre à frente, não só nas ruas, mas também nas vendas. Carro mais vendido do Brasil há cinco anos seguidos, o hatch já está nas lojas. Tivemos um contato rápido com uma unidade cedida pela concessionária Nova, localizada na zona sul da capital. E, a exemplo do sedã Onix Plus, o hatch agradou. Na versão de topo, Premier, o novo Onix tem tabela a partir de R$ 69.990 – a unidade avaliada parte de R$ 72.990.

Assim como fez no lançamento do sedã, por enquanto a Chevrolet está entregando o hatch apenas com motor turbo e câmbio automático. As versões com o 1.0 aspirado devem chegar no mês que vem.

VEJA IMAGENS DO ONIX:

Onix-Joy-6 Onix-Joy-5 Onix-Joy-4 Onix-Joy-3-1 Onix-Joy-2 Onix-Joy-1 Novo-Onix-Premier-20 Novo-Onix-Premier-10 Novo-Onix-Premier-7 Novo-Onix-Premier-5 Novo-Onix-Premier-4 Novo-Onix-Premier-2 Novo-Onix-Plus-Premier-25 Novo-Onix-Plus-Premier-23 Novo-Onix-Plus-Premier-22 Novo-Onix-Plus-Premier-21 Novo-Onix-Plus-Premier-19 Novo-Onix-Plus-Premier-18 Novo-Onix-Plus-Premier-16 Novo-Onix-Plus-Premier-13

Ao volante, o novo hatch Onix tem comportamento muito semelhante ao do sedã. Isso ocorre porque o trem de força é o mesmo.

O motor 1.0 turbo flexível de três cilindros tem injeção indireta de combustível, gera 116 cv de potência e 16,8 mkgf de torque a apenas 2.000 rpm. A boa oferta de força em baixa rotação explica o vigor nas arrancadas. O câmbio automático de seis marchas, por sua vez, garante mudanças rápidas.

O hatch Onix traz os mesmos equipamentos do sedã. Há rodas de liga leve de 16 polegadas, luzes de LEDs de uso diurno, alerta de ponto cego, ar-condicionado digital, acabamento em dois tons e até sistema automático de auxílio a manobras de estacionamento

PORTA-MALAS DIMINUIU

Comparado ao modelo anterior, que foi rebatizado de Joy e continua à venda como opção de entrada, o hatch produzido em Gravataí (RS) cresceu. Agora são 4,16 metros de comprimento (acréscimo de 23 cm). A distância entre os eixos é de 2,55 metros (eram 2,53 m). A largura aumentou de 1,70 m para 1,73 m e a altura foi mantida em 1,47 m.

Mas nem tudo foi ampliado. Também a exemplo do que ocorreu com o sedã Onix Plus, a capacidade do porta-malas do hatch diminuiu. Passou de 289 litros para 275 l, uma redução de 14 l. O tanque de combustível é dez litros menor e tem 44 l de capacidade. O curioso é que a Chevrolet divulga o mesmo peso para o hatch e para o sedã. Na versão Premier, o sedã pesa 1.112 kg, 1 kg a menos do que o hatch, que é 31 cm mais curto.

É provável que o desempenho do sedã seja até um pouco melhor em altas velocidades. Até o fechamento desta edição, a marca não havia divulgado os números de desempenho do hatch. Mas, como sedãs geralmente têm aerodinâmica melhor que hatches, dá pra esperar velocidade máxima superior no três volumes. Enquanto o sedã tem Cx 0,30, no hatch o coeficiente é 0,33 – quanto menor for o número, menos o carro “briga” com o ar.

Acabamento poderia ser mais caprichado

Onix Joy 2020

Na avaliação, a direção com assistência elétrica mostrou ser precisa e os freios apresentaram bom comportamento. Mesmo na versão mais equipada e cara, Premier, o Onix tem acabamento simples. O hatch da Chevrolet abusa de revestimentos rígidos no painel e nas laterais de portas. O banco com apoio de cabeça embutido no encosto também passa a ideia de carro barato.

A central multimídia com tela de 7 polegadas se destaca no centro do painel. O sistema é compatível com Android Auto e Apple CarPlay e traz conexão com internet, além de carregador de celular sem fio.

O novo Onix trata bem seus passageiros. O banco de trás acomoda duas pessoas com conforto, há espaço para as pernas e a cabeça dos ocupantes não fica raspando no teto.

Como normalmente ocorre em carros dessa categoria, um eventual terceiro ocupante vai tirar o conforto de todos. Não há saída de ar-condicionado para trás, mas o hatch dispõe de duas portas USB

O porta-malas recebeu uma forração muito simples na base. Ao erguer essa cobertura, o estepe temporário, para uso emergencial, fica exposto.

De série o Onix traz seis air bags, controles de estabilidade e tração e assistente de partida em rampa, entre outros itens. No mês que vem a Chevrolet deve começar a vender as versões mais baratas da linha. No caso do hatch, os preços partem de R$ 48 490 – para a versão com motor 1.0 aspirado e câmbio manual. Com o 1.0 turbo, que vem sempre acompanhado de câmbio automático, a tabela começa em R$ 55.590.

FICHA TÉCNICA

Motor: 1.0, 3 cil., 12V, flexível, turbo

Potência (cv): 116 a 5.500 rpm

Torque (mkgf): 16,8 a 2.000 rpm

Câmbio: Automático, 6 marchas

Comprimento: 4,16 metros

Porta-malas: 275 litros

Fonte: Chevrolet

PRÓS E CONTRAS

PRÓS: DESEMPENHO

Hatch é rápido para acelerar e motor 1.0 turbo trabalha em silêncio e sem vibrações.

Onix Joy 2020

CONTRAS: ACABAMENTO

Linha Onix tem excesso de plásticos duros revestindo painel e laterais das portas.

Compartilhe!