Ortodontia na terceira idade: quais os tratamentos indicados?

Muitas pessoas acreditam que o uso de aparelhos ortodônticos é para os jovens, e que não existem tratamentos para a terceira idade – o que não é verdade. Inclusive, o tratamento dentário para a melhor idade pode ser trabalhado com técnicas diferentes, pontuais e com otimização do tempo. Portanto, a ortodontia para os idosos é possível, sim, desde que trabalhada com ética e cuidado, assim como todos os outros pacientes.

Conforme a ortodontista dra. Ingrid Müller Ledra, secretária da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial (ABOR-SC), os pacientes idosos tendem a apresentar uma diminuição óssea, característica do envelhecimento, que pode ser agravada pela presença de doenças periodontais ao longo da vida. “Alguns ainda podem apresentar perdas dentárias ou utilizar algum tipo de prótese. Estes fatores não são limitantes para o tratamento ortodôntico, mas faz-se necessário um correto planejamento com um ortodontista, aliado a uma equipe de dentistas multiprofissional”, explica a especialista.

O trabalho realizado com pacientes com 60, 70 ou mesmo a partir dos 80 anos é muito seguro. Atualmente existem tratamentos com muito controle dos efeitos colaterais e poucas limitações. A ortodontia na terceira idade não é mais vista com dificuldades. É um trabalho profissional multidisciplinar e o paciente é visto como uma pessoa adulta, com as limitações que qualquer outro paciente adulto possa ter

Ainda de acordo com a dra. Ingrid, “é comum encontrarmos estes pacientes com perdas dentárias e, assim, alguns chegam no consultório querendo realizar um implante, melhorando o posicionamento dos dentes, priorizando benefícios estéticos e funcionais. Nesses casos, muitas vezes precisamos restabelecer o espaço que existia em sua boca, para que o implante possa ser instalado”, explica a representante da ABOR-SC.

Às vezes, pacientes idosos perderam dentes em uma idade mais jovem e, devido ao equilíbrio funcional, os outros dentes tendem a migrar para o espaço que surgiu na arcada Esta é uma das principais razões de se colocar um aparelho fixo ou um alinhador na melhor idade. Outro ponto importante dentro do trabalho realizado com os idosos são as questões estéticas, que não devem ser deixadas de lado. A autoestima, o sentir-se bem consigo mesmo, é um sentimento importante em todas as idades, e entre os idosos isso não é diferente.

“Muitas vezes a pessoa envelhece, mas continua jovem. Já presenciamos alguns casos de pacientes que fizeram questão de colocar aparelhos metálicos com elásticos coloridos. Para os mais discretos pode-se sim utilizar os alinhadores, não existe contra indicação no tipo de aparelho escolhido nesta idade. O que queremos é que nossos idosos se sintam melhores, mais saudáveis e cheios de juventude”, completa a dra Ledra.

Compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here