Com a proximidade do verão e do período chuvoso, a Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Saúde, alerta a população sobre a necessidade de vistoriar a própria residência para eliminar possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti – transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Devem ser observados principalmente ralos externos, vasos de plantas e bebedouros de animais. O combate à dengue é uma das prioridades do governo Mario Botion. Para tanto, a prefeitura tem intensificado a veiculação de campanhas educativas, que começaram em janeiro e vão continuar regularmente.

Além das campanhas, a coordenadora da Divisão de Zoonoses, Pedrina Aparecida Rodrigues Costa, ressalta que os agentes de controle de zoonoses e os agentes comunitários de saúde desenvolvem um importante trabalho preventivo dentro das residências. “Só em setembro, foram visitados 24.191 imóveis”. No entanto, ela pede a colaboração da população, no sentido de dedicar pelo menos dez minutos por semana para inspecionar pontos críticos. “Materiais inservíveis ou objetos com potencial para armazenar água que estiverem na parte externa das casas, como garrafas, latas e baldes, devem ser descartados ou guardados em locais protegidos da chuva”, disse.

Pedrina informa, ainda, que os agentes são uniformizados e usam crachá da prefeitura. Além disso, trazem sempre uma prancheta na mão para fazer o relatório de cada imóvel visitado. Durante essa atividade, o munícipe deve acompanhá-lo por todas as dependências da casa. Em caso de prédio ou condomínio, ela orienta que um funcionário fique junto desse profissional, para tomar conhecimento dos locais mais vulneráveis.

Em caso de dúvida quanto à identidade do agente, o morador pode entrar em contato com a Divisão de Zoonoses, pelos telefones 3441-3548 ou 3451-3546. “A iniciativa para prevenir as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti deve partir de cada um de nós. Colabore com o trabalho dos agentes, pois eles estão ajudando a cuidar das famílias limeirenses.”

Veja também:

Loading Facebook Comments ...

You must fill in your Disqus "shortname" in the Comments Evolved plugin options.