Prefeitura anuncia contrato emergencial para transporte público em Limeira

Compartilhe!

O prefeito de Limeira, Mario Botion, anunciou em uma coletiva de imprensa no início da tarde desta quarta-feira (26), que o governo municipal irá abrir uma licitação para a contratação emergencial de uma nova empresa de transporte público para o município. Com essa medida, a intervenção, feita pela administração, chega ao fim.

ASSISTA:

Segundo o prefeito, a medida se dá por questões de prevenção, já que a empresa Limeirense, que é responsável hoje pelos ônibus da cidade e está sob intervenção, sofre sérios problemas na Justiça e pode entrar em colapso muito em breve, o que ocasionaria em um grande problema para o transporte coletivos da cidade.

A Limeirense possui sociedade com a empresa de transportes Princesa Tecelã, que faliu e teve vários processos trabalhistas instaurados, o que pode interferir diretamente na empresa que presta o serviço em Limeira.

Diante do fato, a Prefeitura deverá abrir uma licitação, com contrato em caráter emergencial, para cobrir o contrato da licitação atual por 6 meses.

O prazo para início de operação da nova empresa seria de até 100 dias. Além disso, exigências serão estabelecidas pela administração pública para que a empresa vencedora cumpra, como a climatização dos ônibus, acesso gratuito de internet para os passageiros e todos os veículos devem contar com acessibilidade. Uma idade mínima de fabricação dos ônibus será estudada e estipulada.

Hoje o transporte público de Limeira emprega cerca de 500 funcionários, segundo Botion e para que essa medida não os prejudique, o prefeito irá conversar com a empresa vencedora e negociar para que a grande maioria seja mantida em seus postos de trabalho.

Apesar das novas exigências estipuladas pela prefeitura, Botion garante que o valor da passagem não irá ser alterado.

Compartilhe!