Risco de incêndio leva montadora chamar proprietários do Ford Ka para recall

Compartilhe!

A Ford está chamando os proprietários dos modelos Ka nas versões hatch e sedã modelos 2018 e 2019, por causa do risco de incêndio. Segundo a montadora um defeito no chicote do sistema de monitoramento da bateria pode causar a possibilidade de um curto circuito com risco de incêndio.

Segundo o comunicado, durante a instalação da bateria do veículo, o chicote de monitoramento da bateria pode ter sido montado incorretamente e ter ficado preso entra a bateria e o suporte. Com isso, há risco de esmagamento e dano ao chicote.

Se houver dano ao chicote, há a possibilidade de incêndio no compartimento do motor do veículo, levando a danos físicos aos ocupantes do veículo e a terceiros.

Para resolver o problema, a Ford irá instalar uma fita de isolamento e clipe de retenção no chicote do sistema de monitoramento da bateria ou, se necessário, substituição do chicote.

O serviço é gratuito e leva cerca de 20 minutos para a instalação da fita de isolamento e do clipe de retenção. Se for necessário a substituição do chicote, o serviço leva, aproximadamente, uma hora.

O atendimento para inspeção, instalação do componente extra ou substituição começa no dia 22 de julho de 2019. Para outras informações e agendamento, a Ford coloca à disposição o telefone 0800 703 3673 e o site da marca.

Confira abaixo o chassi das unidades envolvidas:

Modelo Chassis (8 últimos digitos) Datas de produção
2018 De J8159050 até K8206504 De 11 junho de 2018 até 10 de julho de 2018

2019 De K8164645 até K8366999 De 11 junho de 2018 até 15 de maio de 2019

Compartilhe!