Secretaria de Saúde de Cordeirópolis orienta moradores no combate à dengue no verão

Com a chegada do verão e as chuvas intensas no final da tarde, o mosquito Aedes aegypti é pauta todos os dias. E em Cordeirópolis (SP), a Secretaria de Saúde relembra para a população para os cuidados necessários para evitar esses criadouros, principalmente nesta época.

Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Nayara Maria Bellini Motta, há dois tipos de dengue, a clássica e a hemorrágica. “A maioria das pessoas contrai pela primeira vez a dengue clássica. Caso contraia novamente, a pessoa corre um grande risco de ser contaminada pela dengue hemorrágica, o que pode levar até a morte”, explica a enfermeira. “O combate a este vírus é uma responsabilidade de todos, pois ele se reproduz em qualquer lugar que tenha água parada”, acrescenta.

Se cada um realizar as medidas preventivas e conscientizar as pessoas ao seu redor, o número de contaminação deste vírus pode diminuir. “E não é difícil isso acontecer, é só cada um limpar o quintal de sua residência, não deixar água parada, ainda mais nesse período que as temperaturas estão muito elevadas, provocando chuvas rápidas, o que gera o acúmulo de água em laje, pratinhos ou vasos de planta, dentre outros locais”, lembra Nayara.

Mas você sabe como identificar esse inseto perigoso, que transmite os vírus da dengue, zika e chikungunya?

Apesar de ser parecido com o pernilongo, o Aedes aegypti é menor em tamanho e tem listras brancas e pretas.

É um mosquito que praticamente não faz barulho (apenas um zunido muito baixo, quando comparado ao do pernilongo). Voa baixo, cerca de um metro e meio de altura, e tem o hábito de picar principalmente pernas, pés e tornozelos. Sua picada geralmente não provoca dor ou coceira.

– Tamanho: 0,5 cm;
– Cor: possui cor preta e riscos brancos nas patas, cabeça e corpo;
– Asas: possui 2 pares de asas translúcidas;
– Patas: possui 3 pares de patas.

Fique atento:
– Água parada em pneus sem uso (preferido pelo mosquito);
– Caixa d’água sem tampa (devem ser bem lacradas);
– Piscinas sem tratamento;
– Garrafas jogadas, latas vazias, copos com restos de líquido;
– Terrenos baldios;
– Vasos de plantas com pratos com água parada.

Sintomas da doença:
– Febre;
– Dores nas articulações;
– Dor no fundo dos olhos;
– Diferente da gripe normal porque não tem secreção e nem tosse;
– Não pode tomar Ácido Acetil Salicílico (AAS), porque pode ocorrer hemorragia.

Compartilhe!