Todos sabem que o Campeonato Brasileiro sempre foi um dos mais disputados do mundo. É bem verdade que aquela conversa de que “o Campeonato Brasileiro é o único que começa com 10 favoritos” é uma grande besteira, já que no final das contas, sempre 2, ou no máximo 3 equipes acabam disputando o título. Porém, não se pode negar que nosso campeonato é um dos mais imprevisíveis do planeta.

E o segundo turno mostra bem isso.

Se analisarmos apenas as partidas disputadas no returno da competição, as campanhas de Grêmio e Corinthians, por exemplo, poderiam ser comparadas com as campanhas de Avaí e Atlético Goianiense, no primeiro turno, por exemplo. Quando ao time catarinense e o goiano, dados como rebaixados até rodadas atrás, o Avaí já conquistou 12 pontos, e o Atlético, 8. Enquanto o Avaí coleciona bons resultados, o Atlético tropeça e ainda corre grande risco de voltar para a Série B, mas apresentou uma grande melhora em seu desempenho.

Times da parte de baixo da tabela apresentam boas campanhas, e alguns da parte de cima, despencaram . Alguns times de cima, como Santos e Palmeiras mantém bons números. O Flamengo continua tropeçando, e se não vencer a Copa do Brasil, vai ter gastado todo o dinheiro do mundo para terminar o ano sem nenhum de seus objetivos conquistados.

A Ponte Preta, que apesar dos tropeços constantes, ainda se mantinha fora da zona de rebaixamento, caiu muito de produção, o que rendeu demissão de treinador, e até mesmo alguns “torcedores” exaltados querendo agredir a delegação da equipe de Campinas.

O Fluminense, que começou bem, se não abrir o olho pode novamente brigar para não cair. O Coritiba, que no início do campeonato até mostrou alguma coisa, voltou a namorar com o Z4, o que vem sendo uma constante nos últimos anos. Já o Vitória acordou do dia pra noite, e coleciona resultados inesperados fora de casa, mas decepciona quando atua no Barradão. Mesmo assim, o rubro nego baiano conseguiu sair da zona de rebaixamento. O São Paulo, apesar da ameaça de rebaixamento, e dos resultados ruins dentro de casa, tem chances de brigas por vaga na Sul-Americana. Tudo isso pelo fato da tabela estar embolada. A diferença entre o primeiro time fora do Z4 e o oitavo colocado é de seis pontos. Portanto, no meio da tabela, nada está perdido, e nada está ganho.

Talvez nem mesmo o Corinthians, com seus dez pontos de diferença, vá ter a segurança que se imaginou que o time teria até o final do Campeonato. Resta esperar. E ser cauteloso quando for apostar em algum resultado. Não existem favas contadas no Brasileirão.

Comente!

Veja também:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here