Tite convoca seleção para amistosos com Neymar, Bruno Henrique e Vinicius Junior

Compartilhe!

O técnico Tite anunciou, nesta sexta-feira, uma lista de convocados com algumas novidades para amistosos diante de Colômbia e Peru, nos dias 6 e 10 de setembro, respectivamente, ambos nos Estados Unidos. O treinador, que chamou Neymar, apostou em caras novas como o zagueiro Samir, o lateral Jorge, os atacantes Bruno Henrique e Vinicius Junior e o goleiro Ivan.

Além desses cinco jogadores e de Neymar, outras novidades em relação ao time que conquistou o título da Copa América presentes nesta convocação foram o goleiro Weverton e o meio-campista Fabinho.

Neymar, em litígio com o Paris Saint-Germain e sem atuar desde amistoso entre a seleção brasileira e a do Catar, em 5 de junho, quando sofreu lesão que impediu a sua participação na Copa América, foi convocado mesmo com o seu futuro incerto. Outro jogador que também pode trocar de clubes nas próximas semanas, mas também está na lista, é Philippe Coutinho, hoje no Barcelona

A convocação foi a primeira da seleção após a conquista do título da Copa América, com Tite começando a pensar nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Por isso, apresentou como novidades jogadores que até já estavam no seu radar, mas não tinham sido lembrados para o torneio.

Tite também precisou apostar em novidades por causa de desfalques. No gol, o titular Alisson está machucado. No ataque, Gabriel Jesus está suspenso por dois meses. E o treinador também optou por não chamar jogadores dos semifinalistas da Copa do Brasil – o Grêmio de Everton Cebolinha, Athletico-PR, Cruzeiro e Internacional -, pois os duelos de volta estão agendados para 4 de setembro. O primeiro duelo da final será no dia 11.

O treinador ainda indicou com essa convocação uma renovação gradual da seleção, algo que vem tentando fazer desde o fim da Copa do Mundo da Rússia. Assim, jogadores mais rodados e que estiveram na Copa América perderam espaço. O zagueiro Miranda, o volante Fernandinho e o atacante Willian, que só foi chamado para a Copa América após corte de Neymar, ficaram de fora da relação. E isso abriu espaço para nomes como Samir, da Udinese, e Vinicius Junior, do Real Madrid.

Com a ausência de Alisson, Ederson será o goleiro titular da seleção. E os seus suplentes são de clubes do País, ainda mais que Neto, recém-contratado pelo Barcelona, sofreu fratura na mão esquerda e não pôde ser convocado. E agora, então, Tite apostou em Weverton, do Palmeiras, e Ivan, da Ponte Preta.

Outros jogadores que atuam no Brasil também foram chamados, casos do lateral-esquerdo Jorge, do Santos, e do atacante Bruno Henrique, do Flamengo.

Antes da convocação, o coordenador de seleções Juninho Paulista anunciou que o ex-jogador César Sampaio será o auxiliar técnico pontual da equipe nesses compromissos nos Estados Unidos.

Confira a lista de convocados do Brasil para os amistosos contra as seleções colombiana, em Miami, e peruana, em Los Angeles:

Goleiros – Ederson (Manchester City), Weverton (Palmeiras) e Ivan (Ponte Preta).

Laterais – Daniel Alves (São Paulo), Alex Sandro (Juventus), Fagner (Corinthians) e Jorge (Santos).

Zagueiros – Marquinhos (Paris Saint-Germain), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Samir (Udinese) e Éder Militão (Real Madrid).

Meio-campistas – Alan (Napoli), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Philippe Coutinho (Barcelona), Arthur (Barcelona) e Lucas Paquetá (Milan).

Atacantes – Neymar (Paris Saint-Germain), Roberto Firmino (Liverpool), Richarlison (Everton), Vinicius Junior (Real Madrid), David Neres (Ajax) e Bruno Henrique (Flamengo).

NEYMAR
Tite mais uma vez mostrou que não pode ficar sem Neymar na seleção brasileira. Cortado às vésperas da Copa América após sofrer lesão de tornozelo, alvo de acusação de estupro no mesmo período e atualmente em litígio com o seu clube, o Paris Saint-Germain, o jogador voltou a ser convocado para a seleção, que no próximo mês fará amistosos contra Colômbia e Peru, nos Estados Unidos. Segundo o treinador e o restante da comissão técnica, Neymar está apto a disputar as partidas.

“Conversei com ele, e tem três aspectos que dá para externar de forma pública”, explicou Tite, logo após anunciar a lista de convocados. “Primeiro, qual era o momento dele e como ele estava Ele disse ‘estou feliz, estou bem, já venho trabalhando normalmente há um tempo’. (Perguntei)E emocionalmente, como é que você está em cima de toda essa situação, porque ela interfere em todo o atleta. ‘Estou tranquilo, estou no aguardo do PSG em relação a definição da situação'”, contou o técnico.

“O terceiro aspecto que coloquei foi em relação, e é também a ideia dele, de jogar antes, se há um tempo hábil, e ele está disponível. O atleta do nível, da qualidade do Neymar, a seleção brasileira e eu enquanto técnico não vou prescindir disso”, insistiu Tite.

Tanto ele quanto o preparador físico da seleção, Fabio Mahseredjian, asseguraram que o atacante do PSG está em boas condições físicas, apesar do longo período sem atuar. “Ele está desde o dia 15 de julho treinando no Paris Saint-Germain, fazendo as avaliações, e no dia 17 já estava em campo. Ele não participa dos treinamentos táticos, mas participa dos treinamentos técnicos com o grupo”, destacou o preparador.

Por fim, Tite declarou que não deu nenhuma opinião a Neymar no que diz respeito ao seu futuro, seja na equipe francesa ou em outro clube. “Quando é seleção eu me permito, na medida que o atleta vem, (falar) no aspecto tático, humano, desde que haja essa abertura”, disse o treinador da seleção. “Mas eu não me sinto à vontade de interferir, de sugerir.”

Compartilhe!